domingo, 21 de julho de 2019

Prefácio para o livro CORCEL DE NUVENS, de Vanda Félix


Vanda e Carlos Torres, editor

A beleza deste livro faz-se da magia que leva as coisas palpáveis e resistentes ao mundo celeste, a lugares etéreos, cujos sonhos se fazem nas nuvens da esperança. O jogo do tempo e da distância que inquieta os seres humanos desde tempos distantes faz com que tomem consciência de sua condição e limites, finitude e dores; jogo que se constrói, no entanto, num outro mundo: o da mágica poesia de Vanda.
Nela o instante que foge e a brevidade das sensações se transformam, “longamente”, “numa “eternidade de dez segundos”. Sua poesia transpira sensações, leva o leitor a acordar seus sentidos, já adormecidos pelo rápido entardecer, neste tempo que voa. “Sinceridade”, “sorriso largo, doce..., fez(-se) a esperança”. Essa voz esperançosa, o eu-lírico, entrega-se à necessidade de “ser abraçada”, e realiza-o: “abracei longamente”.
Este breve livro, profundo, contudo, lembrou-me o fundamental “Livro dos Abraços”, do sempre saudoso e sempre vivo Eduardo Galeano. Ambos revelam uma necessidade urgente: o abraço sincero entre os humanos, a compreensão, a completude.

Elói Alves, escritor ligado à Editora Essencial, publicou, entre outros, o romance “As pílulas do Santo Cristo”, “O olhar de lanceta” e Histórias do tio pílulas do Santo Cristo, Presta Consultoria Linguística para empresas e escritórios jurídicos. Site: www.escritoreloialves.com.br  

3 comentários:

  1. Amei, de paixão, suas palavras! Grande honra, para mim, receber o aval de tão prestimoso autor! Não fosse eu a autora do "Corcel", me encantaria por ele, apenas por ler seu ptefácio.
    Gratidão por tê-lo em minha vida, Elói! ☺

    ResponderExcluir
  2. Grato eu, Vanda, pelo convite. Parabéns por seu belo livro.

    ResponderExcluir

Postagens populares (letrófilo 2 anos 22/6)